Sózinhos ou em coligação, as próximas eleições autárquicas vão ser disputadas por 20 partidos.

2021-09-02

 

De acordo com a Agência Lusa, 9,3 milhões de cidadãos poderão votar nas próximas eleições autárquicas, podendo escolher  entre os seguintes partidos:BE, CDS-PP, Chega, Ergue-te, Iniciativa Liberal, JPP, Livre, MAS, MPT, Nós,Cidadãos!, PAN, PCP e PEV (que formam a CDU), PCTP/MRPP, PDR, PPM, PS, PSD, PTP, RIR e Volt Portugal.

Estão assumidas 64 candidaturas de grupos de cidadãos para um universo de 308 municípios. De acordo com o calendário eleitoral, a campanha inicia-se no dia 14 e prolonga-se até ao dia 24 deste mês.Os eleitores vão oder escolher os seus eleitos até às 20 horas, mais uma hora do que e habitual. Os resultados serão afixados à porta da assembleia de voto e divulgados à Junta de Freguesia. O apuramento geral inicia-se no dia 28 e a fixação dos resultados será publicada nos 30 dias subsequentes em Diárioda República.

Para qeum se encontra em confinamento e impedido de alguma formade se deslocar às urnas, o procediento será o seguinte: "

Os eleitores que se encontrem em confinamento obrigatório por causa da covid-19 ou que residem em estruturas residenciais das quais não devam ausentar-se devido à pandemia de covid-19 podem votar nos dias 21 e 22 de setembro, conforme o calendário divulgado pela CNE.

Nestes casos, o presidente da câmara do município onde se encontrem recenseados, ou, em sua substituição, um vereador ou funcionário municipal credenciado deslocam-se à morada do cidadão.

O requerimento para votar neste contexto tem de ser feito entre os dias 16 e 19, junto da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna ou da junta de freguesia. Pode ser realizado por um representante do eleitor mediante a apresentação de uma procuração simples, acompanhada de cópia do documento de identificação civil do requerente".

De acodo com a Lusa, "podem também votar antecipadamente eleitores que por motivos profissionais não possam exercer o voto no dia das eleições, como militares, agentes das forças e serviços de segurança e agentes de proteção civil, membros de delegações oficiais do Estado que se encontrem em deslocação ao estrangeiro, trabalhadores marítimos e aeronáuticos, ferroviários e rodoviários de longo curso e representantes de seleções nacionais oficialmente em competições desportivas. Para votarem, estes eleitores podem dirigir-se ao presidente da câmara do município em que se encontrem recenseados, entre 16 e 21 de setembro, manifestando a sua vontade de exercer antecipadamente o direito de sufrágio. Doentes impedidos por internamento hospitalar de se deslocarem à assembleia de voto, estudantes inscritos em instituições de ensino em distrito, região autónoma ou ilha diferentes daquele onde deveriam votar e os eleitores que se encontrem presos sem privação de direitos políticos podem requerer até 06 de setembro, por meios eletrónicos ou por via postal, votação antecipada ao presidente da câmara do município em que se encontrem recenseados. A recolha dos votos nos estabelecimentos hospitalares, prisionais ou de ensino decorre de 13 a 16 de setembro".

 

 

 

 


Deixar comentário



Lista de comentários